terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

O ESTRANGEIRO = OS GÊMEOS + PLASTICIENS VOLANTS



Nesta semana uma foto que foi muito compartilhada no facebook era a de um graffiti da dupla Os gêmeos que foi apagado pela prefeitura em um prédio no centro de São Paulo.
O desenho foi feito em 2009 já com a ciência de que o prédio seria demolido. No local (vale do Anhangabaú) houve um espetáculo nas noites do dia 12 e 13 de novembro chamado “O Estrangeiro”, uma grande festa ao ar livre que envolveu música (shows do Siba e Nação Zumbi) e bonecos gigantes infláveis do grupo francês Plasticiens Volants, que circularam em meio ao público atordoado (içados por atores em balões).

Estive no primeiro dia do evento e posso afirmar que foi um momento inesquecível: nóias, executivos e trabalhadores, gente de distintas idades e classes sociais anularam por alguns instantes suas diferenças, atordoados pelo fantástico (que esquecemos no alienante cotidiano da metrópole) e festejavam.

Todos como crianças, dançavam e acompanhavam os bonecos gigantes que circulavam em meio aos prédios. Celebração no centrão de São Paulo, à noite e em um dia de semana.
Um dos bonecos infláveis era uma reprodução do desenho dos Gêmeos no prédio e na época houve uma conversa que a pintura foi feita neste local justamente para trazer à tona a discussão sobre as relações existentes entre as demolições de antigas e históricas construções e a especulação imobiliária.

Fica algumas reflexões para todos a respeito do que vem acontecendo no Centro de São Paulo e mais especificamente na cracolândia onde ainda há um outro graffiti gigante (do nosso parceiro Daniel Melim).

Meus amigos sabem que a minha memória é péssima, mas levei uma câmera fotográfica na ocasião e compartilho um pouco da minha aventura na data, antes que as fotos se percam em alguma pane eletrônica de meu HD externo ou eu esqueça de tudo.


















Exceto a primeira foto, todas por Flávio Grão e Grá Volcov.

3 comentários:

  1. show, aqui em floripa nao rola coisas desse tipo, talvez dentro das devidas proporções...e olhe lá.

    ResponderExcluir
  2. belo texto, bela reflexão.

    porém, um adendo suscitado por eventos recentes: os prédios que desabaram no rio, o prédio que quase desabou em sbc, e os outros muitos sem a devida vistoria, ou com moradores gulosos comprando dois aptos, quebrando as paredes e transformando em duplex, tudo isso tb faz parte da reflexão sobre a manutençao de edificios historicos.

    Conservar sim, mas com segurança, manutenção e reforçando/atualizando as estruturas.

    senão a casa vai cair... rs

    ResponderExcluir
  3. Pode deixar Marcelo, nosso prefeito Kassab já se antecipou e criou uma lei em que os edifícios de São Paulo terão que ter vistorias a cada cinco anos feitas por Engenheiros Civis hehe
    Logo menos vou mudar para uma casa...heheh

    Abraços

    ResponderExcluir

Andarilhos do Underground: ZINAI-VOS!!!