sexta-feira, 18 de setembro de 2009

ARTE PUNK: DISTORÇÃO DO DESCONSTRUÍDO | DE 20/09 A 31/10

Olá,

faz um tempo que não posto aqui por motivos familiares. Meu pai esteve (e ainda está) colecionando internações.

Contudo, estamos sempre em busca de horizonte mais azul. E de certo modo, a ocasião permite essa brecha.

Segue a exposição individual de Kauê Garcia, na minha opinião - um dos caras mais legais que conheci no "circo" underground.





"Só um imbecil confundiria punk com arte", diz Stewart Home em seu ensaio sobre o punk. Ok, mas isso não significa que punks não se confundam, muito menos que não sejam imbecis. Mesmo com a maioria dos jovens "cagando" para a "arte séria", alguns deles preferem utilizar mídias tradicionalmente artísticas para se manifestarem. Kauê Garcia, inquieto por natureza, é um desses casos, que por meio de suas colagens e desenhos compulsivos traduz parte de sua vivência em forma de um diário gráfico em folhas avulsas.

Entranhado numa montanha de papel velho, cartazes, fotocópias, cartas, embalagens ou restos de nada, matéria prima é o que não falta para esse sujeito realizar seus experimentos. Mesmo com pouca idade já acumula uma produção considerável em número e força expressiva. O título "Arte Punk" une duas palavras abstratas, mas o resultado é palpável, concreto. Esta antítese move a pesquisa desse artista, o punk o destrói e arte torna-o saudável, pelo menos teoricamente."

Alex Vieira, idealizador da Revista Prego

Arte Punk: Distorção do Desconstruído | De 20/09 a 31/10 | Área de Convivência


Kauê Garcia utiliza imagens publicitárias, álbuns de família, sprays, letras em decalque a seco e outros materiais encontrados em caçambas de entulhos, durante suas andanças pelos centros urbanos. Projeto contemplado pelo Edital de Projetos Expositivos do CCJ.

Abertura: Dia 19/09, sáb, 19h.

Av.Deputado Emílio Carlos, 3.641 (ao lado do terminal Cachoeirinha)
Vila Nova Cachoeirinha - São Paulo - SP
CEP: 02720-200
Tel: (11) 3984-2466
E-mail: ccjredessociais@prefeitura.sp.gov.br



Quando e o quê te levou a ingressar no mundo das artes?

Kauê Garcia: Sou formado em Artes Visuais pela PUC-Campinas, entrei em 2003, e foi meio por acaso. Terminei o colegial e parei um ano de estudar, até que uns amigos falaram que iam prestar PUCC e eu pensei em também tentar algo, mas eu não tinha vontade de estudar porra nenhuma, gostava de rabiscar, então pensei em tentar Artes Visuais, se não passar, ok. Mas eu passei (risos).




E na música? Deve ter bastante coisa!

Kauê Garcia: Nem por onde começar, a base é o punk, sou fissurado, estudo, vou atrás mesmo, do tipo de ficar lendo mil história das bandas, baixando discografia, e até tatuando essas porras em meus braços. Talvez as maiores sejam realmente as que tatuei, que são Hüsker Dü, Black Flag e Bad Brains, mas me sentiria culpado por não citar Dead Kennedys, Minutemen, Fugazi, Leptospirose (que considero a melhor banda do Brasil), Big Boys, The Dicks, Negative Approach, Poison Idea, Ratos de Porão, Wipers, a coletânea "SUB" inteira, Olho Seco, Descendents, Discharge, Gauze, Fun People, 7 Magnificoz e mais trocentas bandas que de uma forma ou de outra, acabam influenciando no que sou e na minha arte. Mas não escuto só hardcore, sou apaixonado por psicodelia, também sou um estudioso disso (risos), passo horas procurando raridades, seja na internet ou em sebos, piro também em garage rock, pré-punk, reggae, dub, folk, e até contrariando as estatísticas, música brasileira, como Novos Baianos, Belchior (acho esse cara foda! ), Jorge Mautner, Jards Macalé etc... Acho que Beatles e Ramones nem precisa dizer, né!?


Entrevista completa de Kauê Garcia para VISTA por Tibiu:


http://www.vista.art.br/site/content/post-detalhe.php?cod=745

http://chiveta.wordpress.com/2009/09/17/arte-punk

LUZ!

2 comentários:

  1. melhoras pro seu pai, Bokaa!

    e o Kauê manda MUITO bem!

    uma honra ser citado aqui!
    :-)

    ResponderExcluir

Andarilhos do Underground: ZINAI-VOS!!!