terça-feira, 25 de novembro de 2008

HELLO KILL ou O CHINELO PIRATA

Baseado em Fatos Reais

video

por Edu Zambetti


11 de outubro - 16 horas

Marta só se lembrava do primeiro nome da rua.

- Moço, você conhece alguma Rua Humberto por aqui?

- Vixi dona, daqui até a outra avenida todas as ruas começam com o nome Humberto ou Umberto. Tem alguma outra referência?

- Como é que é moço?

- Dona, ali é a Rua Umberto Eco, a outra é Humberto Elias, a vielinha é Humberto de Alencar...

- Já entendi, entendi...você sabe em qual delas tem uma lojinha de calçados?

- Olha, tem um primo meu que vende uns chinelos importados logo ali naquela barraquinha. Olha lá, aquele de cabelo black. Qualquer coisa meu nome é Josué.

Marta avistou um chinelo rosa da Hello Kitty pendurado na barraca, era tudo o que sua sobrinha precisava e, por coincidência, era o que ela iria comprar naquela loja de adolescente mimada que ficava na Rua Humberto sei lá o que... Iria pagar uns 85 mangos...Estacionou o carro e foi até ao camelô altamente indicado pelo transeunte simpático.

- Pra Madame tem desconto especial... Tem chinelinho e chinelão...

Ele falava e arriscava uns passos de dança.

- Escuta garoto, quanto custa este chinelo rosa aqui?

-Qual? Este da Rélouquil? 15 conto.

Dona Marta nem sabia como iria pagar as prestações de seu carro zero, mas já tinha deixado passar o aniversário da sobrinha e não poderia furar no dia das crianças. Neste caso, um chinelo pirata “com” a Hello Kitty por 15, seria melhor do que um chinelo original “da” Hello Kitty por 85 mangos.

- Tem número 38?

A sobrinha era uma daquelas gordinhas de 13 anos com um pé maior do que deveria e humor em lento desenvolvimento.

- Por acaso só tem este mesmo. Vou confirmar o número pra senhora. Nossa! É 38 mesmo!

- Faz por 10, garoto?

- Por 13, dona. Quer uma sacolinha?


13 de outubro – Antes do Almoço

- Atende a campanhia Cristina. Pare com esta preguiça!

- Tá bom...Pois não?

- Tem alguma coisa pra dar? Um saco de açúcar, uma moeda...Estou até descalço. Olha só.

- Mãe. Vou doar pro mendigo esta porcaria de chinelo que a tia me deu...O que fez ela pensar que eu gostaria de um chinelo da Hello Kitty? Ela poderia me presentear em dinheiro os 85 que custa o original. Ainda por cima é rosa! Sou loira, mas sou gótica mãe...Gótica!

- Moço, tem este chinelo aqui, serve?

O cidadão parado na porta da casa era mais nóia do que mendigo e, rapidamente, calculou que aquele chinelo poderia lhe render uma pedra pelo menos. Isto não ocorreu...

- Deus lhe pague menina, deus lhe pague.


13 de outubro – Hora do Almoço

A morena ficou assustada ao ver aquele mendigo parado e tremendo horrores na sua frente, mas, ilusoriamente, se tranqüilizou quando viu que ele calçava um chinelo rosa bem menor do que seu pé.

- Passa o emepêtreispleier e passa a carteira...tá pensando que é brincadeira? Vai, vai, vai!

Ela, que estava atrasada para o almoço, tirou calmamente da carteira os seus três reais e, sem nenhuma sensação de perda, entregou junto com o Mp3 player para o nóinha da vila... Mas já estava cansada. Denunciaria todo mundo pela internet, pelo 109, para a guarda civil, militar, municipal e até enviaria um e-mail para o presidente. Encheria o saco das autoridades e convenceria todo mundo a fazer o mesmo. De fato, virou mania no bairro e qualquer suspeito que aparecia, mesmo que só pedindo esmolas, era denunciado na mesma hora...Carros de polícia viviam rondando o bairro. Cada dia mais...o delegado que o diga.


16 de outubro – Após o Vidro do Carro ser Quebrado

- Vou fazer igual ao que a mocinha falou. Vou denunciar já! Alô... Quebraram o vidro do meu carro. Levaram todas as compras, uma blusa da minha senhora e meus óculos escuros. Olha, aqui é perto da favela da Malagueta. Isto, perto do cadeião. Olha, estamos cansados disto, fica cheio de marginalzinho passando na rua. Aqui é bairro de gente honesta... Meu endereço? Anota aí.


20 de outubro – Plantão Noturno

- Alencário, chama o Elifas e mais uns dois e vai lá na favela da Malagueta. Quero que vocês prendam alguém! Não agüento mais receber reclamação dos moradores da vizinhança. Olha, prende uns três ou quatro lá e tudo bem. Entre num barraco, dê uns tapas, apreenda alguma coisa! Mas tem que sair no jornal, liga lá pro repórter do Diário, ok?

Os guardas saíram da delegacia com a adrenalina esquentando o corpo, iriam pegar uns pregos de surpresa, seria tranquilo e ainda sairiam no jornal...Mole, mole.

- Elifas, olha aquele barraco, tem um black power dançando lá dentro! Opa, tem umas garotas também... e saca só o baseado rolando lá. Liga pro cara do Diário. Liga lá que nós vamos entrando.

Dentro do barraco estava o camelô Panteronça dançando e sua sobrinha Georgina, de 13 aninhos, assitindo TV...Havia também umas oito garotas largadas e abraçadas ao traficante (procurado) Augusto de Jesus Grelhande: O Grelhão.
Quase 70 kilos de cocaína e várias pedras de crack brilhavam no canto direito da sala além dos vários produtos de origem suspeita, entre eles, chinelos falsificados, principalmente os da Hello Kitty...Os policiais não sabiam destes detalhes.

- Já chegou o repórter! Alencário, entra lá e desce a lenha em todo mundo...

No outro dia, a manchete foi bem clara e direta:

Traficante é Preso com Drogas e Produtos Contrabandeados.

Depois do depoimento, todos, com exceção do traficante e do Panteronça ,morto em confronto, foram liberados sem grandes complicações. Apenas Georgina, menor de idade, seria encaminhada para o conselho tutelar.


21 de outubro – No Cadeião

- Mandei matar!!! Quero todos estes nóias tombados hoje, hoje... Quero pelo menos cinco com a cara no chão e a alma no lixo entenderam?

De dentro da cela saíam os gritos do Grelhão. Dava as ordens como se estivesse na sala de estar de sua casa...

- Vai direto no bar do Fornica. Quero dedo mole, sem dó! Mata todo mundo que estiver lá na frente. Hoje! Aqueles moleques ficam roubando o pessoal dos bairros vizinhos e, de tanta denúncia, tiveram que prender alguém... Eu sei que não foi sua culpa Alencário, o repórter estava lá...Mas desta vez fui eu que rodei...Foi azar, mas não vai ser só meu...Entendeu né? Hoje! Vai sem farda! Não vacila. Na madruga. E liga pro repórter do Diário na seqüência.


22 de outubro – Madrugada do Dia 21 para 22

De dentro de seu barraco, cinco disparos seguidos de mais três foram ouvidos pelo rapaz com insônia e sua mãe.

Horas depois, cinco corpos deram entrada no IML, foram todos assassinados com tiros certeiros na cabeça, entre eles, um garoto chamou atenção de Josué por calçar um chinelo rosa. Antes de preparar os corpos para autópsia, ele tirou cuidadosamente os chinelos da Hello Kitty do cadáver, ensacou discretamente e enviou para a creche de sempre.

Dois dias depois, Georgina, que estava no conselho tutelar mas (por medida de segurança) teve que ser encaminhada para a creche da Vila Malagueta, receberia o chinelo rosa igual ao que seu tio vendia lá na rua Humberto sei lá o que...Seria uma maneira de sempre lembrar dele... do seu cabelo estranho... da sua dança...
Tem chinelinho e chinelão...

Guardou aquele par surrado pelo resto da vida.

13 comentários:

  1. 25 de novembro - 00:45
    O texto está longo, mas o relato era assim...longo.

    ResponderExcluir
  2. Favela da Malagueta eu acho que conheço. Fica em uma cidade vizinha à Balneário Fantasma não?

    É Edu, às vezes um pequeno fato pode gerar uma avalanche, e quem vê o resultado final nem imagina como começou.

    E tá aí a Gordótica na ativa!

    abraço

    ResponderExcluir
  3. O texto é triste, mas tem umas tiradas inevitáveis...
    Panteronça?????

    ResponderExcluir
  4. cruzesss fez ate o video irado!!!
    mano arregaçouuu

    ResponderExcluir
  5. Caraca, Du, até vídeo...

    Uma experiência audio-visual-literária incrível.

    Congrats, bro.
    Viegas.

    ResponderExcluir
  6. arregaçou!!
    fiquei sem folegao até!

    ResponderExcluir
  7. Esqueci de dizer...esta música que faz parte do vídeo ilustração deste post foi gravada nos anos 90 com a utilização de overdubs, fitas rodando ao contrário e tascam...pena que na conversão para o blog o audio perdeu muita qualidade...

    ResponderExcluir
  8. A gótica era gótica mesmo ou gordótica? HAHAHAHAHA.... Odeio a hellokitty veio. Até vou pesquisar a origem dessa porra!!! HAUHUAHUAHUAHUAHUAHU


    Graças e louvores à nós
    Boqaa/Eduardo/Qaabo

    ResponderExcluir
  9. EHEHEh...cara, minha noiva queria uma torradeira da Hello Kitty...fiquei pensando qual seria o valor (além da utilidade de torrar que tem em qqer outra de 80 mangos)que esta da hello poderia ter...e o preço era lá pelos 350 mangos...

    ResponderExcluir
  10. vc vai assassinar sua noiva por isso???
    hehehe!

    ResponderExcluir

Andarilhos do Underground: ZINAI-VOS!!!